Questões de Português - Simulado de Concurso

Confira uma seleção de questões de Português que caíram em provas objetivas de Concursos Públicos. Organizadoras: IBFC – Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação, Fundação Cesgranrio, Orhion Consultoria, Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa – FUNDEP, Objetiva Concursos e outras.

Questão 1

No começo do século 20, a rápida industrialização nos Estados Unidos deu origem algumas das maiores fortunas que o mundo já viu. Famílias como os Vanderbilt e os Rockefeller investiram em ferrovias, petróleo e aço, obtendo um grande retorno, e passaram ostentar sua riqueza. O período ficou conhecido como Era Dourada. A desigualdade nunca foi tão grande – até agora. É o que mostra um relatório da UBS, companhia de serviços financeiros, feito em parceria com a consultora PwC. Para os autores do documento, a primeira Era Dourada aconteceu entre 1870 e 1910. Segundo eles, a atual começou em 1980 e deve se estender pelos próximos 10 a 20 anos, prolongada pelo desempenho econômico da Ásia e de negócios ligados tecnologia.

(IstoÉ, 15.11.2017. Adaptado)

Assinale a alternativa correta quanto à concordância, segundo a norma-padrão.

Questão 2

Em relação à classificação do sublinhado nas palavras abaixo, numerar a 2ª coluna de acordo com a 1ª e, após, assinalar a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:

(1) Ditongo.
(2) Dígrafo.
(3) Encontro consonantal.

() Pauta.
() Questão.
() Necessidade.
() Brasileiros.
() Mulheres.

Questão 3

Assinalar a alternativa que preenche a lacuna abaixo CORRETAMENTE:

Ave símbolo da Argentina, os ______________ são aqueles pássaros que conseguem manipular barro, construindo ninhos nos troncos das árvores.

Questão 4

Uma frase redigida com clareza e em conformidade com a norma-padrão da língua é:

Questão 5

Considerando-se as relações estabelecidas pelas preposições entre o termo regente e o termo regido, assinalar a alternativa em que a preposição sublinhada estabelece relação de finalidade:

Questão 6

Transparência e integração de processos são destaques do Conip Judiciário 2010

Brasília será palco do mais importante evento de tecnologia da informação e comunicação focado no Poder Judiciário. Nos dias 01 e 02 de dezembro, o Conip Judiciário 2010 - Congresso de Inovação e Informática na Gestão Pública para o Poder Judiciário reúne os principais decisores de TI dos 92 Tribunais existentes no País para troca de experiências e apresentações de soluções. Em sua 5ª edição, o fórum apresenta uma programação temária variada na qual se destacam as iniciativas relacionadas à maior transparência na gestão pública e ao processo de integração dos processos eletrônicos.
A movimentação do governo, com abertura e acesso às informações sobre as finanças públicas e o acesso aos dados e performance dos tribunais tanto por parlamentares quanto pelo cidadão, por meio de um sítio na web, dentre outros, são alguns dos temas relativos à transparência a serem debatidos. Sobre a integração, o especialista em governo eletrônico, gerente do W3C* e coordenador geral do Conip Judiciário 2010, Vagner Diniz, adianta que o congresso é um espaço único para debater as tendências e desafios do setor, já que há inúmeros sistemas diferenciados e que exigem interoperabilidade. "A apresentação de cases por profissionais envolvidos no poder judiciário é a maneira mais eficaz de se levantar soluções viáveis para os órgãos públicos", afirma.
Com uma demanda crescente, que passa por uma ampla consideração acerca do modo como são realizadas as experiências em certas unidades e sua evolução, a transparência nos órgãos públicos é um dos principais aspectos a serem debatidos no Conip Judiciário. Indo além da polêmica que envolve a abertura de dados, como os salários pagos aos servidores públicos, pretende-se fomentar uma discussão mais ampla e que contemple, desde as experiências locais até os desafios encontrados para a disponibilização dos portais de transparência.
[...]
Por meio de uma proposta já consagrada em edições anteriores, o Congresso dá continuidade a um formato bem sucedido ao oferecer mais oportunidades para a apresentação de casos práticos, isto é, uma versão mais "hands-on" (para "colocar as mãos na massa"), daquilo que será debatido por diferentes especialistas. Tal modelo pode ser exemplificado conforme as apresentações que contemplam a questão da transparência e integração no poder judiciário.
Outro tema de destaque na programação do Conip Judiciário é a possibilidade de integração de processos internos e, por conseqüência, de melhor atendimento ao público através da desmaterialização dos processos, isto é, tornar os tribunais digitais, sem papel. Mais do que isso, a digitalização dos processos representaria uma sofisticação das plataformas que passariam a atender os requisitos de interoperabilidade dos sistemas governamentais.

Disponível em: http://www.segs.com.br/index.php? option=com_content&view =article&id=25276: transparencia-e-integracao-de-processos-sao-destaques-do- conip-judiciario-2010&catid=50:cat-demais&Itemid=331. Acesso em: 01/12/2010. Adaptado.

*W3C (World Wide Web Consortium) – consórcio internacional, responsável pela criação de normas que regem a Web.

De acordo com o texto, o Conip Judiciário 2010 teve como principal objetivo:

Questão 7

Leia o trecho a seguir.

“O descaso transparece em contextos incompatíveis com a dignidade humana e a responsabilidade técnica. Em 41% das unidades, não havia um negatoscópio (aparelho para avaliar uma radiografia) e a falta de estetoscópio foi registrada em 23% das fiscalizações.”

Assinale a alternativa em que a palavra destacada não qualifica outra nesse trecho.

Questão 8

Em “... no ser humano, o DNA principal, que fica no núcleo celular, é uma mistura...”, o pronome relativo pode ser substituído, sem alteração de sentido ou incorreção gramatical, por:

Questão 9

A CURIOSIDADE BOA

Sim, somos curiosos. Se considerarmos que ser curioso é querer saber, conhecer, desbravar, ir além, somos definitivamente uma espécie dotada de grande curiosidade, e talvez essa seja uma vantagem competitiva que estimula nossa evolução.
Não dá para se habitar um espaço que não se conhece. Qualquer animal ao chegar a um novo lugar trata imediatamente de explorá-lo até entender como pode viver nele, onde estão as melhores fontes de alimento, quais os possíveis perigos, como encontrar abrigo se for necessário. Essa busca de entendimento do ambiente, bem como a necessidade de conhecer novos espaços, pode ser definida como curiosidade, uma qualidade natural e inata, que provoca a exploração, a inspeção e leva à descoberta e à ampliação do conhecimento.
A curiosidade, então, é uma propriedade dos seres vivos, especialmente dos mamíferos, dotados de um córtex mais desenvolvido, portanto mais apto à busca da adaptação ao ambiente. Pois esse instinto animal também existe no homem, e nele ganha outra proporção, bem aplicada. Nos humanos, a curiosidade vai além da necessidade de sobrevivência, passa pela busca do aprimoramento da qualidade de viver e chega à fantástica capacidade de criar novas possibilidades. Sem a curiosidade e a transgressão não seríamos criativos, não teríamos inventado nem uma roda, quanto mais um smartphone ou um robô espacial.
É claro que há diferentes, digamos assim, tipos de curiosidade. Uma coisa é querer entender a essência da matéria e descobrir o átomo, outra é não sossegar até descobrir com quem a colega de escritório está saindo às escondidas e espalhar uma fofoca braba por toda a empresa. Apesar disso, a essência é a mesma: a necessidade humana de transformar o desconhecido em conhecido, deslindando os mistérios, esclarecendo as incógnitas, desnudando as verdades.

Eugenio Mussak – Revista Vida Simples – Edição 123 – outubro 2012.

Assinale a alternativa que contém palavras retiradas do texto que não seguem a mesma regra de acentuação.

Questão 10

A emergência da sociedade da informação está associada a um conjunto de profundas transformações ocorridas desde as últimas duas décadas do século XX. Tais mudanças ocorrem em dimensões distintas da vida humana em sociedade, as quais interagem de maneira sinérgica e confluem para projetar a informação e o conhecimento como elementos estratégicos, dos pontos de vista econômico-produtivo, político e sociocultural.

A sociedade da informação caracteriza-se pela crescente utilização de técnicas de transmissão, armazenamento de dados e informações a baixo custo, acompanhadas por inovações organizacionais, sociais e legais. Ainda que tenha surgido motivada por um conjunto de transformações na base técnico-científica, ela se investe de um significado bem mais abrangente.

LEGEY L.-R.; ALBAGLI, S. Disponível em: wwwdgz.org.br. Acesso em: 4 dez. 2012 (adaptado).

O mundo contemporâneo tem sido caracterizado pela crescente utilização das novas tecnologias e pelo acesso à informação cada vez mais facilitado. De acordo com o texto, a sociedade da informação corresponde a uma mudança na organização social porque

Tempo de simulado:
Informe Erro Carregando...

14 comentários

  1. Joyce
    #QT-4108 I-Correto. Podemos encontrar, no período, um verbo em voz ativa (acredita) e outro em voz passiva (controlados). II-Incorreto. “Pelas estrelas” atua sintaticamente como agente da passiva. III. Correto. “nossos destinos” é um sujeito do tipo paciente, pois sofre passivamente o controle, isto é, “nossos destinos são controlados”. Gabarito letra C
  2. Rhuana
    #QT-56 Perdão, não compreendi. Como a resposta correta pode ser aquela que diz que com o passar do tempo, o que a sociedade acha que o que faz uma mulher bonita não sofreu transformações? Como descrito no texto, em um período, beleza era associada à opulência, gordura. Em outro período, mais recente, a magreza exagerada era considerada o padrão de beleza. Nos tempos de hoje, mulheres de músculos mais definidos e desenhados são consideradas mais bonitas. Alguém pode explicar essa questão?
    • Genilson
      #QT-1039 Algumas coisas aqui são incoerentes.
    • Lucas
      Rhuana, creio que essa relação que o texto faz quer dizer que na verdade a sociedade nunca alcança o padrão de beleza "ideal". A mulher deve ser assim e assim, mas nesse meio tempo uma moça alta e magra sem muitos detalhes relevantes acaba tornando-se bonita aos olhos da sociedade e outros reprovam. Então nunca atingimos o padrão imposto pela sociedade mas fazemos algo diferente. Como dito no texto "reflete o espírito do nosso tempo. De certo modo, pelo exagero" ou alguma outra coisa, ou seja, acompanhamos a moda do momento talvez... Aquela imagem que temos sobre a mulher bela não se transformou, apenas abriu novos estilos como acontece com a arte e virou tudo, menos o padrão que imaginamos...KKKKK deve ser isso.
  3. Genilson
    #QT-1039 acertei a questão e mesmo assim mostra que errei a mesma. Está escrito "esta você errou", mas a correção marcou a mesma questão que selecionei e mesmo assim diz que estou errado. Marquei letra E, a correção também marcou a letra E e o resultado foi que eu errei. Kkkk
    • Lucas
      Basicamente é só ver a preposição que mais se adequa... Depois de tanto tempo no mar, estava desejoso ___ pisar em terra firme. Depois de tanto tempo no mar, ele estava com desejo (de) pisar em terra firme. kkk regência nominal é fogo..
  4. Nayra
    #QT-4334 Queria uma explicação sobre essa questão se possível.
    • Lucas
      Então Nayra, nessa questão a palavra tecnológicos é proparoxítona "Tec-no-ló-gi-cos". Por este motivo a resposta B) é a correta. Há outras com essa regra, mas devemos levar em conta que não confere o hiato e a paroxítona como nas demais alternativas, então vamos em busca apenas da proparoxítona. A) Errado, pois, "fá-cil" é paroxítona; B) Certo, pois, "sa-té-li-tes, al-tís-si-mos, ví-ti-mas" são proparoxítonas; C) Errado, pois, "fo-tos-sín-te-se, a-tra-í-dos, do-mí-nio" proparoxítona, hiato, paroxítona; D) Errado, pois, "sa-ú-de, pos-sí-vel, bi-o-ló-gi-cos" hiato, paroxítona, proparoxítona; Espero ter ajudado um pouquinho. :)

Deixe uma resposta