Prefeitura de Marcelino Ramos-RS abre concurso para Agente de Endemias

A Prefeitura do Município de Marcelino Ramos, Estado do Rio Grande do Sul, torna público que realizará Concurso Público Nº 002/2018, sob o regime Celetista – CLT, para o emprego público de Agente de Combate à Endemias, do Quadro Geral da Prefeitura Municipal. O concurso será executado pela empresa OBJETIVA CONCURSOS LTDA.

O cargo exige que o candidato possua Ensino Médio completo; e haver concluído, com aproveitamento, Curso de Formação Inicial, nos termos da Lei nº 11.350/06. O salário básico inicial será de R$ 1.309,83.


As inscrições serão realizadas somente via internet e poderão ser realizadas a partir das 9h do dia 30 de novembro de 2018 até as 12h do dia 17 de dezembro de 2018 (horário de Brasília), pelo site www.objetivas.com.br. A taxa de participação custa R$ 49,00.

Caso o candidato não possua acesso à internet, será disponibilizado computador para realização da inscrição na Prefeitura Municipal de Marcelino Ramos, situada na Praça Padre Basso, nº 15, Bairro Centro, no Município de Marcelino Ramos/RS, durante o período das inscrições, de segunda a sexta-feira, em dias úteis, no horário das 8h às 11h e das 13h30min às 16h30min, EXCETO no último dia de inscrições, quando o posto funcionará somente até as 12h (meio-dia) (horário de Brasília).

A Prova Objetiva, de caráter eliminatório/classificatório, com questões objetivas, de múltipla escolha, será aplicada na data provável de 27 de janeiro de 2019. O tempo de duração da Prova Objetiva será de até 03 horas.

DAS ATRIBUIÇÕES DO EMPREGO:

Descrição Sintética – Executar atividades de vigilância, prevenção e controle de doenças e promoção da saúde, a serem desenvolvidas em conformidade com as diretrizes indicadas pelo SUS, bem como participar de ações educativas e coletivas, nos domicílios e na comunidade em geral, sob supervisão competente.

Descrição Genérica – Proceder visitas domiciliares para identificar a existência de focos de doenças contagiosas; executar atividades de educação para a saúde individual e coletiva; registrar, para controle das ações de saúde, doenças e outros agravos à saúde; estimular a participação da comunidade nas políticas-públicas de saúde; fazer identificação e tratamento de focos de vetores com manuseio de inseticidas e similares; coletar materiais para exames laboratoriais; participar ou promover ações que fortaleçam os elos entre o setor de saúde e outras políticas públicas que promovam a qualidade de vida; orientar a população, objetivando a eliminação de fatores que propiciem o surgimento de possíveis doenças; trabalhar no combate de doenças; desenvolver ações de educação e vigilância à saúde; informar o setor de vigilância na hipótese de constatar resistência de colaboração por parte dos munícipes; manter atualizado o cadastro de informações e outros registros; desenvolver outras atividades pertinentes à função de Agente.

Informe Erro Carregando...